Papa lamenta mortes em ataque e pede esforço pela paz no Iraque

Atentado deixou cerca de 30 vítimas em um mercado de Bagdá

Segurança para celebração do Eid Al-Adha foi reforçada após ataque
Segurança para celebração do Eid Al-Adha foi reforçada após ataque (foto: EPA)
10:19, 21 JulCIDADE DO VATICANO ZGT

(ANSA) - O papa Francisco lamentou nesta terça-feira (20) as mortes e os feridos em um atentado terrorista cometido no mercado Al-Wuhailat, em Bagdá, no Iraque, ocorrido um dia antes, e enviou "suas condolências às famílias e aos amigos daqueles que morreram".

A mensagem foi enviada para o núncio apostólico no Iraque, Mitja Leskovar, através do secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin.

"Confiando as suas almas à misericórdia de Deus onipresente, renovo as minhas orações para que nenhum ato de violência diminua os esforços daqueles que lutam para promover a reconciliação e a paz no Iraque", diz ainda.

O ataque ocorreu na véspera de uma data de festa no país, o Eid Al-Adha, e foi reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico. Na hora da ação, o mercado estava repleto de fiéis muçulmanos que estavam fazendo compras para celebrar o evento.

Além das 30 mortes confirmadas até o momento, outras 35 pessoas ficaram feridas - algumas com gravidade - após a explosão. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA