Papa Francisco agradece a cardeal absolvido de ocultar pedofilia

Philippe Barbarin escapou de condenação na França

Philippe Barbarin chegou a pegar seis meses de prisão, mas acabou absolvido
Philippe Barbarin chegou a pegar seis meses de prisão, mas acabou absolvido (foto: ANSA)
09:47, 12 NovASSIS ZLR

(ANSA) - O papa Francisco agradeceu publicamente a um cardeal francês absolvido da acusação de encobrir casos de pedofilia.

O episódio ocorreu nesta sexta-feira (12), durante uma missa pelo Dia Mundial dos Pobres em Assis, no centro da Itália.

Um dos participantes do evento foi o cardeal Philippe Barbarin, que havia sido condenado em primeira instância a seis meses de prisão por ocultar casos de pedofilia, mas acabou absolvido em segundo grau.

"Gostaria de agradecer pela presença do cardeal [Barbarin]. Ele está entre os pobres, ele também sofreu com dignidade a experiência da pobreza, o abandono, a desconfiança, e se defendeu com silêncio e orações. Obrigado, cardeal Barbarin, por seu testemunho que edifica a Igreja", disse o Papa.

O caso se referia a abusos cometidos pelo ex-padre Bernard Preynat entre 1971 e 1991. Barbarin, um dos principais nomes da Igreja Católica na França, foi acusado de se omitir entre 2014 e 2015, quando era arcebispo de Lyon e uma das vítimas de Preynat o teria procurado para relatar os crimes.

Após a absolvição, Barbarin deixou a Arquidiocese de Lyon e passou a se dedicar a obras de caridade. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA