Cristianismo não pode ser uma 'série de proibições', diz Papa

Francisco ressaltou importância de se concentrar no amor

Papa Francisco durante encontro com representantes da Igreja Siro-Malabar, no Vaticano
Papa Francisco durante encontro com representantes da Igreja Siro-Malabar, no Vaticano (foto: EPA)
14:33, 18 JunVATICANO ZLR

(ANSA) - O papa Francisco afirmou neste sábado (18) que o cristianismo não pode se tornar uma "série de proibições".

Em audiência com jovens líderes da Igreja Católica Siro-Malabar, atuante na Índia, o pontífice disse que as pessoas não podem ter medo de "se rebelar contra a tendência disseminada de reduzir o amor a algo banal".

"O cristianismo não consiste em uma série de proibições que sufocam o desejo de felicidade, mas sim em um projeto de vida capaz de preencher o coração", acrescentou.

Em outra audiência neste sábado, desta vez com missionários combonianos, o Papa alertou que algumas comunidades religiosas são cheias de regras, mas se esquecem do amor.

"Muitas vezes, e digo isso com tristeza, vemos que algumas comunidades religiosas são um verdadeiro inferno, um inferno de inveja, de luta pelo poder. E o amor, onde está?", questionou Francisco. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA