/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Multidão se despede da atriz italiana Sandra Milo em Roma

Funeral foi realizado na Igreja dos Artistas na capital italiana

ROMA, 31 janeiro 2024, 11:24

Redação ANSA

ANSACheck

Funerali Sandra Milo - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Uma multidão se reuniu nesta quarta-feira (31), na Igreja dos Artistas, em Roma, para se despedir da atriz italiana Sandra Milo, morta aos 90 anos no último dia 29 de janeiro.

O caixão coberto de rosas brancas foi acompanhado pelos filhos da artista, Debora Ergas, Ciro e Azzurra De Lollis, e por amigos, incluindo os atores Mara Venier, Pino Strabioli, Beppe Convertini e Vladimir Luxuria. "Eu a amava e ela me amava. São tantas lembranças, nós a amávamos. Ela era uma mulher gentil, generosa, muito presente na nossa amizade. De vez em quando ela me ligava e dizia: 'Não nos falamos há muito tempo. Faz muito tempo que queria te dizer que te amo", relatou Venier, acrescentando que todos estão presentes porque "a amamos muitos".

Segundo a atriz italiana, Milo "era uma mulher livre, ensinou outras mulheres a serem livres também" e "isso é o mais importante".

Nascida em Túnis, na Tunísia, em 11 de março de 1933, a atriz estreou nas telonas em "O Solteirão" (1955), de Antonio Pietrangeli, e também trabalhou com cineastas como Roberto Rossellini, Gabriele Salvatores, Gabriele Muccino, Pupi Avati, Jean Renoir e Claude Sautet.

Ao longo de sua carreira, ela foi considerada musa do cineasta italiano Federico Fellini e foi imortalizada nos filmes "8?" (1963) e "Julieta dos Espíritos" (1965).

Milo, cujo nome de batismo era Salvatrice Elena Greco, foi uma das atrizes mais populares do cinema italiano e era chamada por Fellini de "Sandrocchia". Em 2021, recebeu o prêmio David di Donatello, o "Oscar da Itália", pelo conjunto de sua carreira. 
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use