/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália lança rede de cidades medievais para atrair visitantes

Iniciativa conta com 28 municípios divididos em 10 regiões

ROMA, 14 março 2024, 15:30

Redação ANSA

ANSACheck

Atração medieval em cidade da Itália - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A Agência Nacional de Turismo da Itália (Enit) e os municípios do país criaram uma rede de cidades medievais para atrair visitantes ao "Belpaese" e às suas ilhas e organizar percursos que transportam os turistas para outra época.

Além disso, uma lei para promover reconstituições históricas também será introduzida em breve. A rede de cidades medievais italianas inclui 28 municípios divididos em 10 regiões, caracterizados por um importante patrimônio material e imaterial da Idade Média.

As cidades medievais que fazem parte da rede são: Pistoia, Prato, Fucecchio, Calenzano, Volterra, Incisa Scapaccino, Ariano Irpino, Fermo, Monteriggioni, Serravalle Pistoiese, San Gimignano, Sutri, Civita di Bagnoregio, Cairo Montenotte, Anagni, Boville Ernica, Stroncone, Vitorchiano, Tarquinia, Mandas, San Gemini, Viterbo, Narni, Bevagna, Perugia, Santa Fiora, Scurcola Marsicana e Pandino.

O projeto, assinado com a Enit, visa desenvolver e digitalizar o turismo focado na autenticidade medieval dos locais, bem como promover um calendário de eventos e recriações históricas de absoluta excelência.

"Esta é uma associação importante que quer tornar a Idade Média acessível e popular através de eventos históricos e recreações, de abril a outubro", explicou Renato Chiti, diretor de destinos da "Itália Medieval".

Tendo Viterbo, com o seu bairro medieval e o antigo palácio papal que remonta ao século XIII, como líder da rede, a Enit dará o seu apoio no planejamento das pesquisas, organizando workshops na área temática do "turismo tradicional" e comunicação.

Além disso, o município de Viterbo apresentará a 6ª edição do Festival de Lugares Medievais no dia 22 de março no Palazzo dei Priori.

"Queremos valorizar as especificidades, a singularidade de cada território e alargar o protocolo a outras localidades, porque os dados mais recentes mostram um grande interesse pelos territórios do interior e pelas recriações históricas que oferecem", acrescentou Sandro Pappalardo, conselheiro da Enit.

Já Daniele Sabatini, assessor da região do Lazio, reforçou que "a Idade Média é um elemento atrativo também para os turistas que chegam do exterior".

"O acordo com a Enit e o nascimento da rede proporcionarão mais recursos para podermos aproveitar ao máximo as recriações históricas. Em breve teremos uma lei sobre as recriações", acrescentou Eleonora Pace, conselheira da região da Úmbria, enfatizando acreditar "que é fundamental ter um quadro regulamentar e um modelo de referência a nível nacional".

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use