'Nenhuma guerra vale lágrimas de crianças', diz papa Francisco

Pontífice falou do Dia dos Direitos da Criança e do Adolescente

Papa Francisco na Praça São Pedro (foto: ANSA)
Papa Francisco na Praça São Pedro (foto: ANSA)

(ANSA) - O papa Francisco voltou a manifestar preocupação nesta segunda-feira (20) com as crianças de zonas de conflito.

"Quantas crianças são privadas do direito fundamental à vida e à integridade física e mental devido a conflitos? Quantas crianças são obrigadas a participar ou testemunhar combates e a carregar suas cicatrizes? Nenhuma guerra vale as lágrimas das crianças", escreveu o pontífice, no Twitter, por ocasião do Dia Internacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O vigário da Custódia da Terra Santa, Padre Ibrahim Faltas, declarou nesta segunda que "o Papa é o único a pedir cessar-fogo no Oriente Médio".

"Esta semana vou me encontrar com o Santo Padre para agradecê-lo. Muitos poderosos do mundo vieram até nós, mas nenhum deles disse para parar as armas. Pedirei ao Papa que continue trabalhando pela paz na Terra Santa", afirmou. (ANSA).