[an error occurred while processing the directive] Itália mantém liderança na produção mundial de macarrão - Cultura - Ansa.it
/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália mantém liderança na produção mundial de macarrão

Cerca de 61% da produção nacional é destinada para exportação

ROMA, 20 março 2024, 11:09

Redação ANSA

ANSACheck

A 'pasta ' é um dos pilares da gastronomia italiana - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A Itália manteve a liderança na produção mundial de macarrão, somando 3,6 milhões de toneladas - de um total de 17 milhões - e faturamento de quase 7 bilhões de euros (R$ 38 bilhões) em 2023.

Os dados estão em um relatório elaborado pela associação Unione Italiana Food, que diz que os italianos são os maiores consumidores de massa no mundo, com cerca de 23 quilos per capita a cada ano.

Em seguida aparecem Tunísia (17 kg), Venezuela (15 kg), Grécia (12,2 kg) e Peru (9,9 kg).

O levantamento também mostra que cerca de 61% da produção italiana de macarrão é destinada ao exterior, com 2,2 milhões de toneladas exportadas em 2023, uma leve redução de 3,7% na comparação com 2022.

Em valores monetários, no entanto, as exportações cresceram 3%, chegando a 3,8 bilhões de euros (R$ 20,65 bilhões).

Cerca de 1,5 milhão de toneladas foram destinadas a países da União Europeia, porém o consumo de massas "made in Italy" cresceu entre 5% e 20% em países como Brasil, Marrocos, Peru e Israel e mais de 50% na Mongólia, no Paquistão e no Sri Lanka. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use