/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

UE abre para empresas em compra conjunta de gás

Processo ficará aberto até dia 2 de maio

BRUXELAS, 26 abril 2023, 13:57

Redação ANSA

ANSACheck

Ideia de compra coletiva é estocar gás para meses mais críticos © ANSA/EPA

(ANSA) - A Comissão Europeia abriu espaço para as empresas europeias interessadas em unir forças para as compras conjuntas de gás natural, no âmbito do projeto AggregateEU. As interessadas poderão indicar os volumes que têm necessidade até o dia 2 de maio e, até o momento, mais de 75 se inscreveram na plataforma.

A ideia é fechar os primeiros acordos antes do início do verão europeu, que começa em 21 de junho.

O novo passo para a compra do gás, destaca a Comissão Europeia, "é uma pedra angular para a UE se preparar para o próximo inverno, preenchendo os estoques de gás de maneira coordenada e rápida, utilizando seu poder de mercado coletivo para negociar melhores preços com fornecedores internacionais".

Uma vez que o mecanismo AggregateEU conseguir unir a demanda coletiva com as ofertas dos produtores, as empresas poderão iniciar as tratativas sobre os termos contratuais de maneira independente. Bruxelas não terá nenhum papel nessas negociações.

Após a primeira concorrência, a Comissão prevê lançar novas disputas de maneira regular, a cada dois meses, ao longo do próximo ano. Entre as empresas interessadas em tomar parte do procedimento total as compras, 11 estão prontas para agirem como "compradores centrais", negociando os contratos com outras sociedades menores por sua conta.

A operação, de maneira total, deve levar ao objetivo dos 27 Estados-membros de garantir ao menos 15% dos estoques, equivalente a 13,5 bilhões de metros cúbicos de gás por ano.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use