/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

TIM Brasil amplia projeto de geração de energia limpa

Empresa terá 100 usinas de fontes renováveis até o fim do ano

SÃO PAULO, 18 maio 2023, 09:10

Redação ANSA

ANSACheck

Usina Canabrava (PE), em operação com a Faro Energy (Foto: Divulgação)

(ANSA) - A TIM Brasil anunciou que vai ampliar seu projeto de geração de energia por fontes renováveis para abastecer suas operações.

A empresa de telefonia encerrou o primeiro trimestre de 2023 com 64 usinas solares, hídricas e de biogás, com uma capacidade que representa 50% do consumo total da empresa, mas o plano é chegar a 100 unidades até o fim do ano, com predominância de plantas fotovoltaicas.

"Investimos em energia renovável desde 2017 e já temos usinas em 18 estados e no Distrito Federal. Até o fim do ano, seremos a operadora com maior autogeração, o que reforça ainda mais a sólida agenda ESG [sustentabilidade ambiental, social e de governança] da TIM", diz Bruno Gentil, vice-presidente de recursos corporativos da companhia.

O projeto de geração distribuída de energia da TIM promove o abastecimento da rede com a utilização de usinas de fontes renováveis arrendadas de parceiros.

As usinas que entraram em operação entre janeiro e março deste ano ficam em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, com produção de 3 mil MWh, o suficiente para abastecer mais de 1,6 mil antenas.

Considerando também a aquisição no mercado livre e a compra de certificados de energia renovável, a operadora já opera com 100% de fontes limpas desde 2021. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use