Belém é escolhida para sediar COP30 em 2025

Belém quer mostrar Amazônia para mundo (foto: ANSA)
Belém quer mostrar Amazônia para mundo (foto: ANSA)

(ANSA) - A cidade de Belém, no Pará, foi a escolhida para sediar a 30ª Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP30), que será realizada em 2025.

A notícia foi confirmada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta-feira (26) em vídeo nas redes sociais. Também estavam ao lado do mandatário o governador do Pará, Helder Barbalho, e o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

"Eu estou convencido que vai ser um grande evento, e eu quero que você saiba que o governo federal estará à disposição para ajudar naquilo que for necessário, porque é um evento que vai mostrar mais uma vez a cara do Brasil para o mundo", disse Lula referindo-se a Barbalho.

O presidente ainda acrescentou que tem "certeza que o povo do Pará vai encantar o mundo que comparecer em 2025 para participar da COP".

"Eu já participei de COP no Egito, em Paris, em Copenhague e o pessoal só fala da Amazônia. E eu dizia: 'por que, então, não fazer a COP em um estado da Amazônia para vocês conhecerem o que é a Amazônia? Verem o que são os rios da Amazônia, as florestas da Amazônia, a fauna da Amazônia?", disse ainda o presidente.

Lula havia anunciado que o Brasil queria sediar o evento da ONU durante sua participação, ainda antes de assumir o cargo, na COP27 realizada no Egito em 2022. No dia 10 de janeiro, foi apresentada a candidatura de Belém de maneira oficial.

A ideia de sediar a COP30 quer mostrar que o governo atual, diferentemente do período em que Jair Bolsonaro ficou no poder, tem os temas de sustentabilidade e mudanças climáticas como pontos centrais do mandato.

Em 2019, o país deveria ter sediado a COP25, mas por pressão de Bolsonaro e aliados, o então presidente do Brasil, Michel Temer, abriu mão de receber o evento. (ANSA).