Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

MSC e Lufthansa querem comprar ITA Airways

Substituta da Alitalia é controlada pelo governo italiano

MILÃO, 24 janeiro 2022, 16:05

Redação ANSA

ANSACheck

ITA Airways substituiu a tradicional Alitalia - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

O Grupo MSC e a Lufthansa manifestaram nesta segunda-feira (24) o interesse em comprar uma participação majoritária na companhia aérea ITA Airways, substituta da Alitalia e controlada pelo governo italiano.

As duas empresas pedem um período de exclusividade de 90 dias úteis para negociar a aquisição. De acordo com comunicado, o interesse deriva da "possibilidade de ativar sinergias positivas tanto no setor de cargas quanto no de passageiros".

A Italia Trasporto Aereo (ITA) é uma companhia aérea estatal criada pelo governo italiano para superar de forma definitiva a crônica crise na agora extinta Alitalia, que deixou de operar em outubro de 2021.

A ITA chegou a comprar a marca Alitalia em um leilão por 90 milhões de euros, mas decidiu manter o novo nome. De acordo com uma nota da companhia aérea italiana, a manifestação de interesse será analisada na próxima reunião de seu conselho de administração.

Além disso, a ITA se diz "satisfeita que o trabalho desenvolvido nos últimos meses para oferecer perspectivas melhores esteja começando a ter os resultados desejados, ou seja, uma companhia reconhecidamente válida para parceiros de calibre internacional".

A Lufthansa chegou a negociar a compra da antiga Alitalia, mas sempre impôs como condição uma profunda reestruturação na companhia aérea italiana, o que só aconteceu com o surgimento da ITA.

A nova empresa nasceu com cerca de 8 mil funcionários a menos e uma frota mais enxuta, além de não ter relação com os passivos deixados pela Alitalia. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx