/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália: e-Geos construirá plataforma para satélites Iride

Iniciativa Iride conta com recursos do PNRR

ROMA, 03 abril 2023, 17:58

Redação ANSA

ANSACheck

Empresa irá liderar equipe industrial - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A empresa e-Geos (Telespazio-ASI) venceu um concurso da Agência Espacial Europeia (ESA) para construir a infraestrutura de acesso a dados e serviços da IRIDE, projeto promovido pelo governo italiano que é composto de cerca de 50 satélites para observar o planeta Terra a partir do espaço.

A iniciativa IRIDE conta com os recursos do Plano Nacional de Recuperação e Resiliência (PNRR) e da Agência Espacial Italiana (ASI).

A e-Geos liderará uma equipe industrial que terá a participação de Leonardo, Telespazio, Planetek Italia, Serco, Exprivia e Atos.

"O marketplace digital da Iride vai garantir um ponto de acesso único, confiável e ciberprotegido para organizações institucionais e clientes comerciais, transformando a observação da Terra em um acervo de informações e análises de utilidade coletiva, promovendo a adoção de serviços de geoinformação na vida cotidiana", explica a e-Geos em nota.

A nova "plataforma integrará tecnologias de ponta e padrões abertos, além de ser interoperável com outros sistemas de entrega, processamento e análise de dados de observação da Terra".

"Com a assinatura deste contrato, que se soma aos assinados nas últimas semanas, estamos perto da definição completa da constelação Iris, em linha com o roteiro que fará a ESA atingir o primeiro objetivo do programa, com prazo fixado para 31 de março, e em linha com as diretivas relativas aos fundos do PNRR", disse Simonetta Cheli, diretora dos programas de Observação da Terra da ESA e chefe do centro Esrin em Frascati.

Com a Iride abre-se uma fronteira inovadora para o desenvolvimento de aplicações por pequenas e médias empresas, start-ups e indústrias do setor geoespacial. Seus dados permitirão estudar sobre as condições climáticas e ambientais da Itália, monitorar e gerenciar fenômenos naturais críticos para as mudanças climáticas, como erosão costeira, incêndios e instabilidade hidrogeológica, e estudar as características do ar e das condições climáticas.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use