/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Roma sediará cúpula sobre IA durante presidência italiana do G7

Anúncio foi feito por Giorgia Meloni em discurso no Reino Unido

BLETCHLEY, 02 novembro 2023, 13:21

Redação ANSA

ANSACheck

Anúncio foi feito por Giorgia Meloni - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, anunciou nesta quinta-feira (2) que a cidade de Roma sediará uma grande conferência sobre Inteligência Artificial (IA) durante a presidência italiana do G7, no próximo ano.

A declaração foi dada durante discurso na Cúpula de Segurança de IA em Bletchley Park, no Reino Unido.

"Gostaríamos que acadêmicos, gestores e especialistas de todo o mundo participassem para discutir métodos, iniciativas e diretrizes para garantir que a IA ajude e não substitua quem trabalha, melhorando suas condições e perspectivas", declarou ela.

Segundo Meloni, "com o desenvolvimento da Inteligência Artificial sem regras, existe o risco de que cada vez mais pessoas não sejam necessárias no mercado de trabalho, com problemas muito graves e consequências sobre a distribuição justa da riqueza".

Para a premiê italiana, é muito importante que a IA "não crie um fosso ainda maior entre ricos e pobres". "Estamos particularmente preocupados com a classe média, porque a verdade é que à medida que aumenta o fosso entre a riqueza e a pobreza, a classe média, já hoje em dificuldades, corre o risco de ser eliminada".

Meloni defendeu que seu objetivo é "garantir uma inteligência artificial que promova o desenvolvimento e a inclusão em vez do desemprego e da marginalização". "Não é um desafio fácil, mas estamos prontos como sempre para fazer a nossa parte sem hesitações", acrescentou.

De acordo com a líder italiana, "as aplicações da inteligência artificial podem trazer grandes oportunidades em muitos campos, mas também enormes riscos".

"[Os riscos incluem] mecanismos opacos de tomada de decisão, discriminação, invasões em nossas vidas privadas e atos criminosos, porque LLMs (Large Language Models) poderiam ser usados para produzir armas, danos biológicos de baixa tecnologia, ataques cibernéticos e facilitar a personalização de phishing", explicou ela, concluindo que "o desenvolvimento da inteligência artificial é o maior desafio intelectual, prático e antropológico desta época".
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use