/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Prisão de Messina Denaro pode ajudar a achar tela roubada de Caravaggio

Obra estimada em 20 milhões de euros foi roubada em 1969

NÁPOLES, 18 janeiro 2023, 17:18

Redação ANSA

ANSACheck

Obra 'Natividade ', de Caravaggio, foi roubada de igreja de Palermo em 1969 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O ministro da Cultura da Itália, Gennaro Sangiuliano, confirmou que espera que a prisão do mafioso Matteo Messina Denaro, ocorrida na segunda-feira (16) após 30 anos de fuga, possa ajudar a solucionar o roubo de uma obra de Caravaggio estimada em 20 milhões de euros. Isso porque o criminoso era considerado um dos maiores "chefões" da história da Cosa Nostra.

O desaparecimento da pintura "Natividade" ocorreu entre a noite de 17 e 18 de outubro de 1969. A tela estava na igreja de San Lorenzo, em Palermo, e as investigações sempre apontaram o envolvimento da máfia em seu sumiço, com vários criminosos arrependidos afirmando que a Cosa Nostra tinha feito o roubo.

"Estamos contando com isso. É um setor no qual estamos muito empenhados com o Núcleo de Tutela do Patrimônio dos Carabineiros, que é uma excelência italiana. Está claro que estamos empenhadíssimos nessa frente", disse Sangiuliano.

Apesar dos depoimentos de vários membros da máfia, as buscas dos policiais italianos nunca conseguiram chegar ao paradeiro do quadro.

Um dos que falaram do caso na década de 1980, chamado Francesco Marino Mannoia, chegou a dizer ao então juiz Giovanni Falcone - morto no início da década de 1990 pela própria Cosa Nostra - que o quadro tinha sido queimado e destruído.

A mesma teoria tinha outro "arrependido", Gaspare Spatuzza, que disse ter ouvido que o quadro acabou num pasto de porcos e foi roída por ratos em um estábulo localizado na cidade de Santa Maria di Gesù.

No entanto, os carabineiros ainda acreditam que a pintura possa ter sobrevivido e conseguiram reconstruir os passos dela entre os anos de 1969 e 1981, quando, após três tentativas fracassadas de venda a colecionadores particulares, ela teria sido enterrada junto com cinco quilos de cocaína e milhões de dólares do narcotraficante Gerlando Alberti.

No lugar desse enterro, indicado pelo ex-mafioso Vicenzo La Piana, a caixa de ferro onde tudo teria sido guardado não estava mais - a máfia chegou para retirá-la antes das forças de segurança.

Com isso, após mais de 50 anos de seu desaparecimento, o destino da pintura de Caravaggio continua a ser um mistério. Em 2018, também o Vaticano entrou na operação de procura. Um ano depois, um detetive holandês chamado Arthur Brand disse que recebeu informações de que a tela ainda estava na Sicília. Mas, até hoje, nada foi encontrado.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use