/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Italiana assume direção do Salão Internacional do Livro de Turim

Annalena Benini substituirá o escritor Nicola Lagioia no cargo

TURIM, 05 abril 2023, 07:46

Redação ANSA

ANSACheck

Annalena Benini também é jornalista e tem 47 anos de idade - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A escritora italiana Annalena Benini foi confirmada na última segunda-feira (3) como a nova diretora do Salão Internacional do Livro de Turim.

Benini, que também é jornalista e tem 47 anos, ocupará a função entre 2024 e 2026.

Natural de Ferrara, a escritora vive atualmente em Roma e vai substituir Nicola Lagioia. Ela está desde 2001 no jornal Il Foglio, onde escreve sobre cultura.

"Annalena Benini é uma excelente escolha, uma pessoa culta e valiosa que certamente poderá se sair bem. Mesmo que não tenha interferência do Ministério nesta decisão, posso dizer que concordo com essa escolha", disse o ministro da Cultura da Itália, Gennaro Sangiuliano.

A escritora, por sua vez, declarou que está "honrada" pelo novo cargo e comentou que iniciará uma "missão inesperada".

"Estou feliz, emocionada e honrada, será uma missão inesperada. Para mim sempre foi o evento mais importante, um lugar fundamental para ir e para pensar. Primeiro fiquei apavorada, mas depois tomei coragem, é uma oportunidade magnífica", celebrou Benini.

A nomeação da jornalista encerrou uma longa polêmica sobre a escolha do sucessor de Lagioia. Entre as hipóteses, posteriormente descartadas, estavam o escritor Paolo Giordano e a tradutora Elena Loewenthal.

Giordano, que era o grande favorito para assumir a função, desistiu da disputa ao denunciar "interferência política" na escolha do novo diretor do Salão Internacional do Livro.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use