/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Museus na Itália terão entradas gratuitas em 3 novas datas

Anúncio foi feito pelo ministro da Cultura em entrevista à TV

ROMA, 13 abril 2023, 19:13

Redação ANSA

ANSACheck

Pantheon passou a cobrar 5 euros - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O ministro da Cultura da Itália, Gennaro Sangiuliano, anunciou nesta quinta-feira (13) que incluirá três novas datas no programa de entradas gratuitas em museus estatais no primeiro domingo de cada mês.

"Acrescentei aos domingos gratuitos outras três datas simbólicas: 25 de abril, 2 de junho e 4 de novembro", declarou ele em entrevista a Bruno Vespa no Cinque Minuti, da Rai1.

Ao comentar o aumento de visitantes registrado nos museus durante a Páscoa, Sangiuliano explicou que o governo italiano está "pensando em fazer os visitantes pagarem algo a mais" para permitir que os museus permaneçam abertos nos feriados.

"Pretendemos cobrar algo mais para poder dar aos funcionários aquele valor extra que recebemos. Dá para fazer? Estamos trabalhando nisso e depois alguns museus já estão trabalhando para ter autossuficiência econômica", afirmou ele.

Segundo o ministro italiano, "o público está aumentando porque as coisas bonitas se pagam e as pessoas estão dispostas a pagar por elas". "Tal como vai acontecer com o Pantheon onde, fizemos um acordo com a Cúria de Roma e parte da receita do bilhete, que será de 5 euros, irá para os pobres", concluiu.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use