/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Após polêmica, Itália decide manter shows no Circo Massimo

Tensão foi provocada por causa de apresentação de Travis Scott

ROMA, 10 agosto 2023, 16:19

Redação ANSA

ANSACheck

Circo Massimo recebe eventos internacionais - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A prefeitura de Roma e o governo nacional decidiram nesta quinta-feira (10) manter o Circo Massimo como palco de espetáculos, após a polêmica desencadeada pelo show do rapper Travis Scott sobre se a histórica arena de entretenimento do Império Romano deve receber apresentações.

A decisão foi tomada durante um telefonema entre o prefeito de Roma, Roberto Gualtieri, e o ministro da Cultura da Itália, Gennaro Sangiuliano, e tenta encerrar as diversas críticas recebidas sobre o mau comportamento do público e o volume da música no concerto do norte-americano no último dia 7 de agosto.

A polêmica foi protagonizada pelo chefe de eventos de Roma, Alessandro Onorato, e a superintendente do parque arqueológico do Coliseu, Alfonsina Russo, que trocaram farpas sobre o acolhimento de eventos em monumentos históricos.

Russo acredita que megaconcertos colocam em risco os patrimônios, enquanto Onorato defende que receber grandes espetáculos é um motivo de orgulho para a cidade. O estopim da tensão entre as partes ocorreu devido à superlotação do local e por causa de uma briga generalizada registrada durante o show.

"O Circo Massimo é um monumento. Não é um estádio, não é uma sala de concertos. Estes shows de rock o colocam em risco, assim como o Palatino que fica ao lado", disse Russo, manifestando a esperança de que a prefeitura "valorize devidamente o Circo Massimo" para "compreender plenamente a sua história e a sua função na Roma antiga".

Apesar de decidir manter o local como palco de apresentações, a prefeitura de Roma reforçou que, "em acordo com o Ministério da Cultura, trabalhará para reforçar o mecanismo de controle das prescrições e sanções".

Além disso, segundo as autoridades locais, uma inspeção foi realizada no monumento e foi verificado que a atuação do rapper não causou danos às estruturas do sítio arqueológico.

De acordo com relatos, durante a reunião também foi decidido que os próximos eventos serão avaliados caso a caso por meio de uma tabela técnica apropriada.

O prefeito da capital italiana, inclusive, pediu para a superintendência criar uma comissão para examinar o possível descumprimento das medidas de segurança durante o show de Scott, já que bombeiros receberam dezenas de ligações para saber se estava ocorrendo um terremoto.

Gualtieri aguarda também os dados do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV) para constatar se, de fato, foram registrados tremores devido à música alta.

"Durante o concerto houve vários episódios em que o pico de exaltação dos adeptos foi muito evidente", como já aconteceu "quando a Itália venceu a final da Eurocopa em 2021 ou o Napoli conquistou a liga em 2023", explicou o INGV, que também recebeu inúmeras chamadas de cidadãos assustados.

Travis Scott, que apresentou o seu novo e aguardado álbum "Utopia" para a estreia mundial em Roma, é o último de uma longa lista de artistas que passaram pela maior estrutura de entretenimento da antiguidade nas últimas semanas.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use