/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Cúpula de países latino-americanos contra inflação será em 5/4

Ao todo, evento terá a participação de 11 nações

CIDADE DO MÉXICO, 28 março 2023, 11:53

Redação ANSA

ANSACheck

Marcelo Ebrard, ministro das Relações Exteriores do México, comunicou a data da reunião © ANSA/EPA

(ANSA) - O ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, comandou uma reunião ministerial latino-americana em preparação para uma cúpula que será realizada em 5 de abril.

No evento, os presidentes de 11 nações discutirão a possibilidade de desenvolver um plano de ação para combater a inflação na América Latina.

A iniciativa surgiu dos presidentes do México, Andrés Manuel López Obrador, e da Argentina, Alberto Fernández.

"Os participantes trocaram pontos de vista sobre a agenda econômica e comercial regional e sobre propostas para mitigar os efeitos inflacionários na cesta básica da região", informou o governo mexicano.

A reunião agendada para 5 de abril "incluirá a identificação dos mecanismos de importação e exportação dos vários países participantes e a lista de produtos exportáveis, bem como serviços no setor alimentar e necessidades básicas que podem estar no centro do comércio, com a cooperação também do setor privado e organizações internacionais especializadas".

No encontro virtual de hoje (28), as partes concordaram em trabalhar em um projeto para alcançar trocas imediatas de bens e serviços essenciais, com base na flexibilidade tarifária e desregulamentação técnica e administrativa, bem como estabelecer mecanismos que, a médio prazo, permitem à região criar a sua própria autonomia alimentar.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use