/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

UE ‘tem margem’ para renegociar plano de recuperação da Itália

Declaração foi dada pelo comissário de Economia Paolo Gentiloni

CERNOBBIO, 03 abril 2023, 10:29

Redação ANSA

ANSACheck

Paolo Gentiloni disse que UE analisará propostas com flexibilidade - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O comissário de Economia da União Europeia, Paolo Gentiloni, garantiu neste sábado (1º) que "há margem" para renegociar os termos do Plano Nacional de Recuperação e Resiliência (PNRR).

De acordo com o italiano, "quando chegarem as propostas de alteração da Itália, a Comissão Europeia estará pronta para examiná-las com a máxima cooperação e flexibilidade".

"Já aprovamos a revisão de planos para três países, Luxemburgo, Alemanha e Finlândia, claro que eram planos em relação à economia destes países menos importantes do que poderia ser o plano da Itália, Espanha, Romênia e Portugal: países em que o plano é muito importante", acrescentou ele à margem do Workshop Ambrosetti.

Gentiloni reforçou ainda que está "otimista" e não está "nada preocupado com o desembolso solicitado no final de dezembro".

"Creio que os pontos que ficaram por esclarecer serão esclarecidos e vejo muita boa vontade por parte do governo", acrescentou.

Por fim, o comissário explicou, no entanto, que "as decisões são tomadas quando a Comissão dá um parecer favorável e isso acontecerá dentro de algumas semanas".
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use