Exportação da moda masculina italiana cresce 24,7% em 2022

Principais destinos são Suíça, França e Alemanha

Aumento nas exportações foi registrado tanto na UE como para outros países (foto: ANSA)
Aumento nas exportações foi registrado tanto na UE como para outros países (foto: ANSA)

(ANSA) - A moda masculina italiana manteve a tendência positiva e registrou uma alta de 24,7% nas exportações em 2022, mostrou um relatório divulgado pelo Sistema Moda Italia com base nos dados do Instituto Nacional de Estatística (Istat).

Em valores totais, as exportações somaram 8,9 bilhões de euros e cresceram tanto para países da União Europeia (+25,6%) como para nações terceiras (+24%). Já as importações também subiram (+43,9%) em um total de 7 bilhões de euros.

O maior destino das exportações foi a Suíça, com uma alta de 14,1%, confirmando-se como o principal hub logístico-comercial para as principais grifes italianas. Na sequência, aparecem França (+29,8%) e Alemanha (+21,9%).

O primeiro país fora da Europa são os Estados Unidos, na quarta posição, com um forte aumento de 68,9% - num total de 858 milhões de euros. Apesar de uma elevação menor, de 8,6%, a China vem na quinta posição com 568 milhões de euros no total. Na sequência aparecem Reino Unido, Espanha, Coreia do Sul, Países Baixos e Japão. (ANSA).