/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

UE não recebeu notificação sobre acordo entre Lufthansa e ITA

Grupo alemão vai comprar 41% da companhia estatal italiana

ROMA, 10 setembro 2023, 14:08

Redação ANSA

ANSACheck

A expectativa da Lufthansa é concluir a operação até o fim de 2023 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A Comissão Europeia informou neste domingo (10) que ainda não recebeu alguma notificação sobre o acordo para a venda de uma participação da companhia aérea estatal ITA Airways para a Lufthansa.

"Ainda não recebemos qualquer notificação. Cabe às partes envolvidas no acordo notificar a transação", disse à ANSA um porta-voz da Comissão Europeia.

O posicionamento chegou pouco tempo depois de a primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, afirmar que está intrigada com o motivo pelo qual a União Europeia estava atrasando a luz verde para o grupo alemão assumir a participação.

A falta da notificação, que Roma vem contestando, está atrasando a aprovação do acordo pelas autoridades de concorrência e antitruste da UE.

"A Comissão Europeia permanece em contato estreito com as partes para discutir a transação antes da sua notificação oficial. Esses contatos são contínuos e fazem parte do processo padrão para avaliar uma transação complexa", apontaram à ANSA algumas fontes.

O acordo entre o governo italiano e a Lufthansa foi fechado no fim de maio, encerrando uma novela que se arrastava havia vários anos, desde a era Alitalia, antecessora da ITA.

Os alemães comprarão 41% da empresa italiana por meio de um aumento de capital de 325 milhões de euros, com a opção de adquirir todas as ações remanescentes em um segundo momento.

A expectativa da Lufthansa é concluir a operação até o fim de 2023.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use