/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Bolsa de Milão encerra último pregão de 2023 na liderança europeia

Ano de 2023 foi saudável, com aumento de 28% no índice

MILÃO, 29 dezembro 2023, 17:25

Redação ANSA

ANSACheck

Bolsa de Milão mantém liderança na Europa - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Apesar de ter reduzido os ganhos do dia com a mudança de direção de Wall Street, a Bolsa de Milão encerrou a última sessão do ano acima da paridade (+0,07%), confirmando-se como o melhor índice de 2023 na Europa, à frente de Madrid.

A Recordati se destacou (+0,81%), seguida pelos bancos Unicredit (+0,72%), Mediolanum (+0,64%), Banco BPM (+0,46%) e Fineco (+0,44%), o setor mais significativo na Bolsa italiana e que permitiu, ao longo deste ano, em paralelo aos resultados bancários impulsionados pelas altas taxas de juros, brilhar na Piazza Affari.

A TIM, por outro lado, ficou com a lanterna vermelha (-1,745), seguida por Mps (-1,36%), Tenaris (-1,35%) e Saipem (-0,88%).

O ano de 2023 foi considerado saudável para a Bolsa milanesa, com o aumento do índice principal em 28%, uma forte recuperação da capitalização em comparação com o Produto Interno Bruto italiano, e o crescimento do número de empresas listadas.   
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use