/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Chefe do Conselho Nacional de Pesquisas da Itália visita Brasil

Embaixador defendeu reforço das relações bilaterais na ciência

BRASÍLIA, 13 março 2023, 13:42

Redação ANSA

ANSACheck

Francesco Azzarello com Luciana Santos e Maria Chiara Carrozza © ANSA/Divulgação

(ANSA) - O embaixador da Itália no Brasil, Francesco Azzarello, destacou a importância da cooperação científica entre os dois países, na abertura do Fórum Nacional do Conselho dos Secretários de Estado para Assuntos Científicos.

O evento teve a participação da presidente do Conselho Nacional de Pesquisas da Itália (CNR), Maria Chiara Carrozza, e da ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil, Luciana Santos.

"A Itália e o Brasil têm uma relação particularmente estreita em nível federal e estadual nos setores científico, tecnológico e de inovação, que deve ser reforçada e aprofundada", afirmou Azzarello.

Segundo o diplomata, a presença da presidente do CNR é um "sinal concreto no mais alto nível científico da consideração italiana pelo Brasil" e, ao mesmo tempo, um motivo de "esperança no reforço das ligações bilaterais para que a cooperação e o intercâmbio se realizem também em sentido tecnológico e industrial".

O fórum foi organizado na "primeira embaixada no mundo que recebeu o certificado Lixo Zero em 2021, depois confirmado em 2022", observou Azzarello. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use