Brasil é o país mais importante para biosfera, diz Andrea Illy

Illycaffè tem 'crescimento consistente' no mercado brasileiro

O presidente da illycaffè, Andrea Illy (foto: ANSA)
O presidente da illycaffè, Andrea Illy (foto: ANSA)

(ANSA) - Em visita a São Paulo, o presidente da empresa italiana illycaffè, Andrea Illy, disse que o Brasil é o país "mais importante do mundo" do ponto de vista da biosfera.

O executivo está na capital paulista para a cerimônia do 32º Prêmio Ernesto Illy de Qualidade Sustentável do Café para Espresso e ressaltou a importância do gigante sul-americano não apenas para as operações da companhia, mas também para o futuro do planeta.

"O Brasil é muito, muito, muito, muito importante. Do ponto de vista da biosfera, é o país mais importante do mundo", declarou Illy, um notório defensor da agricultura regenerativa e da proteção da natureza, em coletiva de imprensa.

Segundo ele, a illycaffè vem registrando "crescimento consistente no Brasil" tanto em seu negócio mais tradicional - hotéis, restaurantes e cafeterias - quanto no consumo doméstico, conquistando cada vez mais consumidores no país que fornece quase metade dos grãos para seu blend.

"A safra brasileira em 2022 foi muito positiva para a illy, o que se refletiu também na seleção para o prêmio. A illycaffè fomenta a sustentabilidade e a agricultura virtuosa e conta com a colaboração de todos os produtores brasileiros para proporcionar um mundo mais limpo e próspero para as gerações futuras", disse o presidente da marca de Trieste.

A empresa já conta com uma bem-sucedida cafeteria em São Paulo, premiada em 2022 como a melhor da cidade, e cogita abrir outras unidades no país, mas ainda sem prazo.

"Estamos consolidando a experiência de ter uma illycaffè oficial em São Paulo. Existem estudos para abrir outras unidades, mas nada definido enquanto não aperfeiçoarmos ao máximo essa experiência", afirmou Frederico Canepa, diretor-geral da companhia italiana no Brasil.

Andrea Illy ainda ressaltou que as lojas monomarca não são o principal canal de vendas da empresa, mas sim um local para apresentar sua experiência ao consumidor final. "Não é um objetivo abrir muitas lojas, somente se precisar, quando precisar, seletivamente", declarou. (ANSA)