Lucro da TIM Brasil cresce 50% em 2023; receita avança 10,6%

Faturamento médio por usuário é o mais alto da indústria

Alberto Griselli, CEO da TIM Brasil, celebrou resultados de 2023 (foto: ANSA)
Alberto Griselli, CEO da TIM Brasil, celebrou resultados de 2023 (foto: ANSA)

(ANSA) - A TIM Brasil encerrou o ano de 2023 com aumento de 50,4% no lucro líquido normalizado, que totalizou R$ 2,699 bilhões.

Já a receita líquida normalizada avançou 10,6% sobre 2022, para R$ 23,875 bilhões, segundo os resultados divulgados pela operadora na noite de terça-feira (6), sendo 11,1% no serviço móvel (R$ 21,821 bilhões) e 4,6% no fixo (R$ 1,291 bilhão).

A receita média por usuário (Arpu) nos serviços móveis chegou a R$ 31,1, evolução de 15,8% em um ano e nível mais alto na indústria.

Além disso, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) normalizado cresceu 14,2% no ano passado e atingiu R$ 11,686 bilhões, com margem de 48,9%, alta de 1,5 ponto percentual na comparação com 2022.

"2023 foi um capítulo importante da nossa história, com a consolidação da nossa empresa como uma das melhores do Brasil. Concluímos outro importante ciclo de crescimento em todos os nossos negócios, com resultados que superam as metas fixadas no início do ano", disse o CEO da TIM Brasil, Alberto Griselli.

A companhia também apresentou os objetivos para o próximo triênio, que preveem crescimento médio anual de 5% a 6% nas receitas e de 6% a 8% no Ebitda entre 2024 e 2026. (ANSA)