/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Apagão nacional deixa brasileiros sem energia elétrica

Todas as unidades da federação exceto Roraima relataram problemas no fornecimento

SÃO PAULO, 23 agosto 2023, 12:31

Redação ANSA

ANSACheck

Apagão deixou estados sem energia (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Um apagão nacional deixou cidades de todas as unidades da federação, exceto Roraima, sem energia desde as 8h da manhã (horário de Brasília) desta terça-feira (15).

Em nota, a distribuidora Neoenergia creditou o apagão a uma ocorrência no Sistema Interligado Nacional (SIN).

Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), houve uma interrupção de 16 mil megawatts "após a abertura da Interligação Norte/Sudeste", mas as causas ainda estão sendo apuradas e a recomposição já foi iniciada.

O ONS também afirmou que o fornecimento já foi normalizado nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, além das capitais do Nordeste.

Apenas o estado de Roraima não foi afetado porque não faz parte do Sistema Interligado Nacional (SIN).

O Ministério de Minas e Energia informou que o ministro, Alexandre Silveira, determinou a criação de uma sala de situação e a apuração das causas do apagão nacional que atinge o Brasil.

“O ministro acompanha o processo de retomada. Até 12h30, 55% do fornecimento da região Norte e 81% do Nordeste foram recompostos", disse a pasta em nota.

O presidente em exercício, Geraldo Alckmin, informou que está sendo resolvido um problema na tramissão de energia elétrica em Imperatriz, no Maranhão: "Se não houver outro problema secundário, todo o fornecimento deve ser restabelecido nas próximas horas".

Em São Paulo, Belo Horizonte e Salvador os sistemas de metrô foram impactados por falhas de energia, lotando estações e causando atrasos na circulação.

Na capital baiana, imagens que circulam nas redes sociais mostram que passageiros tiveram que andar nos trilhos para sair dos vagões durante a falha.

Também em Salvador, o Elevador Lacerda, que é ponto turístico e meio de transporte, parou completamente com a falta de energia.

Diversas cidades, como a capital cearense Fortaleza, relataram mau funcionamento dos semáforos em pleno horário de pico da manhã, causando engarrafamentos.

Em diversas regiões do país, cidadãos relataram fechamento de escolas e empresas dispensaram funcionários até a normalização. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use