Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Pesquisador libertado no Egito visita CT do Bologna

Patrick Zaki, que é torcedor do clube, cumprimentou os jogadores

BOLONHA, 31 julho 2023, 16:13

Redação ANSA

ANSACheck

Zaki aproveitou a ocasião para se encontrar com o técnico Motta [Foto: Divulgação/Bologna] © ANSA/Divulgação/Bologna

(ANSA) - O ativista Patrick Zaki, pesquisador da Universidade de Bolonha e recém-libertado no Egito, visitou nesta segunda-feira (31) o centro de treinamento do Bologna.

Torcedor do rossoblù, o egípcio cumprimentou o elenco do heptacampeão italiano e trocou algumas palavras com o atacante Marko Arnautovic, grande estrela do plantel bolonhês.

"Estou muito animado, sempre fui ao estádio e sonhei em ter a chance de cumprimentar os jogadores. Estar aqui e poder apertar a mão de todos me fez bem. Agradeço aos jogadores, o clube e a todos os que se esforçaram para me permitir estar aqui hoje", disse Zaki.

A visita do pesquisador, que estava acompanhado de sua noiva, durou por volta de uma hora. Zaki também conversou com o ítalo-brasileiro Thiago Motta, técnico do Bologna, e recebeu uma camisa do time.

O jovem pesquisador estava preso depois de ter sido condenado a três anos de detenção por publicar "notícias falsas" para "perturbar a paz social" e "incitar protestos contra as autoridades públicas". No entanto, Zaki foi beneficiado pela graça presidencial e libertado.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx