Jovens autistas participarão de desfile pela 1ª vez na Itália

Iniciativa também contará com uma exposição e ensaio fotográfico

Desfile na Semana de Moda de Milão (foto: ANSA)
Desfile na Semana de Moda de Milão (foto: ANSA)

(ANSA) - Um grupo de jovens autistas vai subir pela primeira vez na passarela de Roma em um desfile de moda no próximo dia 4 de maio no Capitólio, sede da prefeitura da capital da Itália.

O evento será inspirado no filme "O Homem que Caiu na Terra", dirigido por Nicolas Roeg e estrelado por David Bowie, e contará com estilistas e marcas como "No Waste", de Giovanni Crescenzi, "Le Gallinelle", de Wilma Silvestri, Italo Marseglia, Rossorame, Nicola Setaro, Leonardo Valentini e Corto Moltedo.

"Esses eventos nos dizem o quão inclusiva a moda pode ser e o quanto ela pode romper com estereótipos arcaicos de exclusão. É por isso que trouxemos o evento de moda para o Capitólio e o apoiamos", explicou o vereador de Roma para Grandes Eventos, Turismo, Esporte e Moda, Alessandro Onorato.

Segundo ele, este é "um sonho realizado para a criançada que desfilará mergulhando totalmente em um primeiro aprendizado no mundo do trabalho".

A iniciativa ocorre graças ao encontro entre a prefeitura de Roma e a Associazione Modelli si Nasce, que oferece a estes jovens a possibilidade de realizar cursos de formação para inicia-los em uma carreira de modelos de passarela e fotográficos, em colaboração com a Accademia del Lusso.

Além do desfile, a programação inclui uma exposição fotográfica, criada graças à parceria com a Accademia del Lusso que disponibilizou um professor de estilo para coordenar o trabalho junto aos alunos do curso, e um fotógrafo de moda para a criação de um "shooting" inspirado nos filmes de Wes Anderson.

A exposição, intitulada "Cidade Autista - Explorando o mundo único das mentes diferentes dos jovens", será realizada no Museu do Capitólio do Palazzo Braschi, de 23 a 28 de abril.

"Este projeto é a prova de que com empenho é possível derrubar muros, e Roma mostra mais uma vez o caminho para todo o país. Muitas vezes o autismo é abordado com desconfiança ou medo", concluiu a presidente da agência Modelli si Nasce, Silvia Cento.  (ANSA).