/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Lira é reeleito presidente da Câmara com votação recorde

SÃO PAULO, 01 fevereiro 2023, 20:21

Redação ANSA

ANSACheck

Arthur Lira defendeu democracia em primeiro discurso após vitória © ANSA/EPA

(ANSA) - O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foi reeleito ao cargo nesta quarta-feira (1º) e ficará na liderança da Casa pelos próximos dois anos.

Em um recorde para uma votação na Câmara, o deputado federal recebe 464 votos, enquanto seus adversários Chico Alencar (PSOL-RJ) e Marcel van Hattem (Novo-RJ) obtiveram 21 e 19 votos, respectivamente. Ao todo, foram registrados cinco votos em branco.

Em seu discurso de vitória, Lira reforçou que continuará "devoto da democracia", além de ser um defensor das "prerrogativas e liberdade de expressão de cada parlamentar".

"O Brasil é uma democracia madura, preparada e feita por uma ampla maioria de pessoas que luta e defende a liberdade", afirmou.

Além disso, Lira enfatizou a necessidade de "desinflamar o Brasil, distensionar as relações, e os poderes da República, pilares da nossa democracia, devem dar o exemplo".

"É hora de ver cada um no seu quadrado constitucional", acrescentou ele, lembrando que no Brasil não há mais espaço para quem atenta contra os poderes. "Esta Casa não defenderá ou referendará nenhum ato, discurso ou manifestação que atente contra a democracia".
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use