/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Cúpula do G7 focará em guerra da Ucrânia e questões econômicas

Novas sanções contra Rússia devem ser anunciadas

HIROSHIMA, 17 maio 2023, 17:34

Redação ANSA

ANSACheck

G7 durará três dias em Hiroshima © ANSA/EPA

também a alimentar - e o foco na região do Indo-Pacífico. Esses deverão ser os principais focos da reunião dos líderes do G7, que começa nesta sexta-feira (19), em Hiroshima, no Japão, e termina com um discurso de Volodymyr Zelensky no domingo (21).

A reunião de cúpula - que reúne os líderes de Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido - deve ser dividida em sessões temáticas. A sexta-feira, terá um almoço de trabalho sobre as perspectivas da economia, uma primeira reunião sobre a Ucrânia e o encontro antes do jantar formal para debater questões da política externa e segurança, com foco no Indo-Pacífico, desarmamento nuclear e não proliferação de armas nucleares.

No sábado (20), será a vez de um encontro sobre resiliência e segurança econômica e no foco dos relacionamentos com o Sul Global - o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, é um dos convidados oficiais do encontro.

À tarde, os trabalhos serão ampliados para os países convidados e com as organizações internacionais presentes para conversas sobre segurança alimentar, saúde, desenvolvimento sustentável e igualdade de gênero. Já chegando a noite, será realizado um evento sobre a Parceria para Infraestrutura e Investimento Global (PGII), a "alternativa" para a nova Rota da Seda chinesa. Também será realizada uma reunião sobre energia e ambiente.

O domingo será aberto com o discurso de Zelensky, que ainda não se sabe se será por vídeo ou presencial, seguido pela reunião "Rumo a um mundo pacífico, estável e próspero", que contará com os membros do G7, países convidados e o presidente ucraniano. O fechamento do encontro deve ocorrer às 13h (1h no horário de Brasília).

Já o comunicado final também deve incluir o anúncio de um novo pacote de sanções do G7 contra a Rússia por conta da guerra na Ucrânia, informou o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use