/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Berlusconi quebra silêncio e promete seguir na ativa

Ex-premiê da Itália deu primeira entrevista após internação

ROMA, 22 maio 2023, 13:52

Redação ANSA

ANSACheck

O ex-premiê da Itália Silvio Berlusconi - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O ex-premiê da Itália e senador Silvio Berlusconi quebrou o silêncio sobre seus 44 dias de internação e disse que passou por momentos difíceis no hospital.

"Estou melhor. Foi duro, mas sempre tive confiança. Confiei na ajuda do céu e no profissionalismo dos médicos", disse o líder conservador em sua primeira entrevista pós-alta, ao jornal Corriere della Sera.

Berlusconi, que foi internado devido a uma infecção pulmonar surgida no quadro de uma leucemia mielomonocítica crônica, também elogiou sua companheira, Marta Fascina.

"Ela esteve ao meu lado com um cuidado e uma dedicação sem iguais", acrescentou o ex-primeiro-ministro, ressaltando que nunca parou de trabalhar no hospital.

Berlusconi ainda garantiu que continuará exercendo "plenamente" sua função de líder do partido conservador Força Itália (FI), que integra a base do governo de Giorgia Meloni.

O ex-premiê de 86 anos chegou a ficar 11 dias na UTI e recebeu alta do hospital na última sexta-feira (19). (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use