/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Centro-esquerda tem prefeito e governador mais amados da Itália

Giuseppe Sala, de Milão, e Stefano Bonaccini, da Emilia Romagna foram os escolhidos

ROMA, 10 julho 2023, 12:28

Redação ANSA

ANSACheck

Giuseppe Sala é prefeito de Milão desde 2016 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (10) mostrou que a centro-esquerda tem o prefeito e o governador mais admirados na Itália.

O levantamento foi realizado pelo instituto Noto Sondaggi para o jornal econômico Il Sole 24 Ore e coloca o prefeito de Milão, Giuseppe Sala, na liderança do ranking de chefes municipais, com índice de 65% de aprovação.

Em seguida aparecem Marco Fioravanti (Ascoli Piceno), da legenda de direita Irmãos da Itália (FdI), com 64,5%, e Antonio Decaro (Bari), do centro-esquerdista Partido Democrático (PD), com 64%.

"O apoio é algo que, na política, pode chegar e ir embora. Está bem assim e vamos continuar a trabalhar", minimizou Sala, que hoje não pertence a nenhum partido, mas é prefeito de Milão desde 2016 com apoio do campo progressista.

Já entre os governadores, o primeiro colocado é Stefano Bonaccini (Emilia-Romagna), do PD, com 69%, superando Luca Zaia (Vêneto), do partido de direita Liga, com 68,5%, e que foi o líder regional mais admirado na Itália nos últimos 12 anos.

Em terceiro lugar está Massimiliano Fedriga (Friuli Veneza Giulia), também da Liga, com 64%. Governador desde o fim de 2014, Bonaccini chegou a concorrer neste ano para o cargo de secretário-geral do PD, porém acabou derrotado por sua ex-vice, a deputada Elly Schlein, que hoje lidera o campo progressista no país.

"Na prática, o fio que liga Bonaccini e Sala não é a coalizão de centro-esquerda, mas serem percebidos pela população como defensores de toda a opinião pública, independentemente das ideologias, e portadores do interesse dos cidadãos", explicou Antonio Noto, diretor do instituto de pesquisas. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use