/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Premiê chinês diz que tem relação saudável e estável com Itália

No G20, Meloni se reuniu com seus homólogos chinês e indiano

ROMA, 09 setembro 2023, 13:28

Redação ANSA

ANSACheck

Meloni teve uma reunião bilateral com o primeiro-ministro da China, Li Qiang - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O primeiro-ministro da China, Li Qiang, afirmou neste sábado (9) que uma relação saudável e estável entre Pequim e a Itália "está em linha com os interesses comuns de ambos os países".

A declaração de Li foi dita para sua homóloga italiana, Giorgia Meloni, durante um encontro em Nova Délhi, na Índia, segundo o embaixador chinês em Roma, Jia Guide.

"Li disse que uma relação saudável e estável entre China e Itália está em linha com os interesses comuns de ambos os países e é necessária para o melhor desenvolvimento dos dois", relatou Jia.

O premiê chinês ainda teria afirmado que espera que a Itália "proporcione um ambiente empreendedor justo e não discriminatório para as empresas chinesas investirem e se desenvolverem" no país europeu.

Já segundo a imprensa chinesa, Pequim se mostrou pronta para fortalecer a comunicação e a coordenação com a Itália dentro do G20 "para salvaguardar conjuntamente a segurança e a estabilidade das cadeias industriais e de abastecimento globais".

Além da reunião com Li, Meloni teve uma cúpula com seu homólogo indiano, Narendra Modi. Na ocasião, a chefe de governo comentou os "principais temas da futura presidência italiana do G7, incluindo a necessidade de dedicar atenção crescente à regulação internacional da inteligência artificial".

"Os dois chefes de governo discutiram a colaboração em setores estratégicos , incluindo a transição energética, a digitalização, o espaço e a defesa", informou o Palazzo Chigi.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use