Lula defende Massa às vésperas de eleição na Argentina

Presidente pediu eleição de candidato 'que goste do Mercosul'

Sergio Massa é o candidato governista a presidente da Argentina (foto: ANSA)
Sergio Massa é o candidato governista a presidente da Argentina (foto: ANSA)

(ANSA) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez hoje (14) um apelo em favor do candidato governista a presidente da Argentina, Sergio Massa, apesar de não citá-lo nominalmente.

Em sua live semanal nas redes sociais, o petista disse que não pode falar sobre um "direito soberano" do povo argentino, mas destacou que "é preciso ter um presidente que goste de democracia, que respeite as instituições, que goste do Mercosul, que goste da América do Sul e que pense na criação de um bloco importante".

"Nós precisamos criar o nosso bloco para negociar comercialmente com o resto do mundo. Nós poderemos fazer um acordo do Mercosul com a China, com a União Europeia, com os Estados Unidos, mas, para isso, nós temos que estar juntos. Eu só queria pedir ao povo argentino: na hora de votar, pense um pouco no tipo de América do Sul que você quer criar", acrescentou.

Durante a campanha argentina, Lula expressou sinais de simpatia a Massa, a quem já recebeu no Palácio do Planalto, e criticou o candidato de oposição Javier Milei, de extrema direita e apoiado por Jair Bolsonaro.

Na semana passada, Milei disse que não vai negociar com Lula, a quem chamou de "corrupto" e "comunista", caso seja eleito. (ANSA)