Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Presidente de El Salvador se declara vencedor de eleições

SAN SALVADOR, 05 fevereiro 2024, 12:27

Redação ANSA

ANSACheck

Multidão celebrou vitória de Nayib Bukele © ANSA/EPA

(ANSA) - O presidente de El Salvador, Nayib Bukele, se declarou nesta segunda-feira (5) vencedor das eleições presidenciais realizadas no país no último domingo (4).

O Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) de El Salvador interrompeu a contagem eletrônica de votos no pleito com cerca de 31% das urnas apuradas. Bukele afirmou que obteve mais de 85% dos votos e ao menos 58 dos 60 deputados da Assembleia.

"De acordo com nossos cálculos, ganhamos as eleições presidenciais com mais de 85% dos votos e um mínimo de 58 dos 60 assentos na Assembleia. Um recorde em toda a história democrática do mundo", escreveu ele no X (antigo Twitter).

O presidente, que iniciará seu novo mandato em 1º de junho de 2024, também convocou milhares de seguires para celebrar a vitória em frente ao Palácio Nacional.

Segundo Bukele, El Salvador será o primeiro país da história a ter um partido único na democracia, com uma oposição completamente pulverizada".

"Não há polarização aqui e 85% dos salvadorenhos votaram para seguir o caminho que empreendemos no primeiro mandato em plena liberdade e plena democracia", afirmou, enfatizando que entre as melhores iniciativas adotadas está o estado de emergência introduzido há 22 meses com o qual foram suspensos muitos direitos civis dos cidadãos.

Os cidadãos de El Salvador foram às urnas sob um estado de emergência imposto pela repressão à gangues criminosas.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx