Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Visita de Milei abre 'nova fase' para negócios Itália-Argentina

'Foi uma missão muito positiva', disse empresário

BUENOS AIRES, 23 fevereiro 2024, 14:06

Redação ANSA

ANSACheck

Evento na Confindustria - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A recente visita do presidente da Argentina, Javier Milei, a Roma foi muito além das reuniões oficiais.

Segundo alguns dos empresários que participaram de uma missão levada a cabo paralelamente pela chanceler Diana Mondino, a presença do líder ultraliberal também serviu para relançar a perspectiva de um reforço concreto das relações comerciais e econômicas bilaterais, com foco em energia.

Esses temas estiveram no centro de um fórum de negócios na confederação de industriais Confindustria e de reuniões da ministra das Relações Exteriores com representantes de Sace, Simest e Cassa Depositi e Prestiti.

"Acredito que foi uma missão muito positiva para mostrar à Itália todo o potencial da Argentina nesta nova etapa da sua história", explica à ANSA o presidente da filial argentina da Iveco, Santos Doncel, retornando de Roma.

"As autoridades italianas puderam observar que, para além da crise atual, o plano econômico do governo permitirá uma recuperação sobre bases mais sólidas", destaca o executivo, acrescentando que foi dada atenção especial ao "papel do gás argentino na transição energética".

"Há uma superdisposição por parte de todos na Itália, tanto do governo quanto das empresas, em dar mais uma oportunidade à Argentina", observa Michele Battaglia, vice-presidente da Silvateam, empresa líder na produção de extratos vegetais.

"Certamente o programa do governo Milei, orientado a uma economia mais aberta, é positivo, e Sace e Simest também parecem dispostas a retirar o cartão vermelho do país", acrescenta. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx