/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Oposição celebra vitória em eleições municipais na Turquia

Resultado pode abalar o domínio de Erdogan no país

ISTAMBUL, 01 abril 2024, 12:41

Redação ANSA

ANSACheck

Militantes de oposição celebram derrota do partido de Erdogan em Istambul © ANSA/EPA

(ANSA) - O Partido Republicano do Povo (CHP), principal força de oposição na Turquia, é o grande vencedor das eleições municipais do último domingo (31), obtendo 37,7% dos votos em âmbito nacional e garantindo o controle de metrópoles como Istambul e a capital Ancara.

Já o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), do presidente autocrata Recep Tayyip Erdogan, ficou com 35,4%, um dos piores resultados de sua história.

O CHP venceu nas cinco maiores cidades do país, enquanto o AKP demonstrou ainda ter força na região da Anatólia Central, seu bastião no centro da Turquia.

No entanto, mesmo nessa região a sigla de Erdogan perdeu espaço não somente para o CHP, mas também para a legenda islamita Novo Bem-Estar e para o Partido de Ação Nacionalista (MHP), de extrema direita, que apoiaram o chefe de Estado nas últimas eleições presidenciais, em 2023.

"Trata-se de um momento crucial para a democracia. Enquanto celebramos nossa vitória, mandamos uma mensagem ao mundo: acabou o declínio da nossa democracia", afirmou o prefeito reeleito de Istambul, Ekrem Imamoglu.

Já Erdogan admitiu a derrota do AKP, mas disse que espera "continuar o percurso vencendo" no futuro. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use