Turismo das raízes é estratégico para vilarejos, diz ministra

Roots-in, em Matera, representou importante momento de debate

A ministra do Turismo da Itália, Daniela Santanchè (foto: ANSA)
A ministra do Turismo da Itália, Daniela Santanchè (foto: ANSA)

(ANSA) - "O Roots-In representa um momento muito importante para o setor do turismo de raízes, que, envolvendo mais de 60 milhões de viajantes e gerando uma despesa anual prevista de cerca de 8 bilhões de euros, constitui, sem dúvida, uma alavanca estratégica para a indústria, pois favorece, entre outras coisas, a revitalização dos esplêndidos vilarejos italianos e a dessazonalização dos fluxos."

É o que disse à ANSA a Ministra do Turismo da Itália, Daniela Santanchè, em referência à apresentação da segunda edição do Roots-In, bolsa internacional do turismo de raízes e organizado em colaboração entre Enit e a Agência de Promoção Territorial (APT) da Basilicata.

 "O fato de esta segunda edição da bolsa de turismo de raízes se concentrar na formação é de fundamental importância para elevar os padrões de qualidade da oferta turística e dar as boas-vindas a 2024, que foi declarado o 'ano das raízes italianas no mundo'", ressaltou Santanchè.

"O Ministério do Turismo, junto com a Enit, estará na linha de frente para apoiar esse mercado através de ações miradas, atividades específicas de comunicação, eventos e grandes manifestações que tenham como foco a italianidade e os italianos no exterior", disse. (ANSA)