/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Coreia do Norte confirma lançamentos de 2 mísseis

Pyongyang trata ação como 'resposta aos inimigos'

PYONGYANG, 30 agosto 2023, 19:08

Redação ANSA

ANSACheck

Ação foi resposta a exercício sul-coreano e americano © ANSA/EPA

(ANSA) - A Coreia do Norte informou nesta quarta-feira (30) que lançou dois mísseis balísticos de curto alcance, como parte de um "exercício tático de ataque nuclear".

A ação teria sido estimulada a partir de exercícios americanos e sul-coreanos, segundo a mídia estatal.

"A ação simulava ataques de terra arrasada contra os principais centros de comando e aeroportos operacionais" além da fronteira com a Coreia do Sul, segundo a agência oficial de notícias Kcna.

"O exercício tem o objetivo claro de enviar uma mensagem aos inimigos", disse o Exército norte-coreano em um comunicado.

Segundo a Coreia do Sul, os mísseis viajaram cerca de 360 quilômetros e pousaram nas águas da costa oeste da península coreana.

As autoridades classificaram os lançamentos como "grave provocação", ameaça à paz internacional e violação das normas do Conselho de Segurança da ONU.

A ação ocorreu horas depois de um voo dos EUA de bombardeiros de longo alcance, considerado uma tentativa de demonstração de força contra o Norte.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use