Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Líder da Coreia do Norte ordena ajuda a palestinos, diz Seul

PEQUIM, 01 novembro 2023, 12:17

Redação ANSA

ANSACheck

Seul acusou Kim Jong-un de se beneficiar com guerra © ANSA/EPA

(ANSA) - O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un ordenou aos seus funcionários que desenvolvam medidas para fornecer assistência global à Palestina em meio ao conflito entre Israel e o grupo fundamentalista islâmico Hamas.

A informação foi divulgada pela agência de inteligência sul-coreana, citada pela imprensa local, nesta quarta-feira (1º) após uma audiência parlamentar.

"Parece que Pyongyang está tentando tirar vantagem da guerra entre Israel e o Hamas de várias maneiras", declarou o parlamentar Yoo Sang-bum, do Partido do Poder Popular, à Yonhap.

Na semana passada, o embaixador de Israel em Seul, Akiva Tor, chegou a declarar que o governo do premiê Benjamin Netanyahu sabe que o Hamas usa armas fornecidas pela Coreia do Norte.

No entanto, o diplomata norte-coreano na Organização das Nações Unidas, Kim Song, classificou a informação como "rumores infundados" e ressaltou que "os Estados Unidos querem transferir a culpa pela guerra para países terceiros".

A agência de inteligência da Coreia do Sul também revelou que Pyongyang está nos estágios finais dos preparativos para o lançamento de um satélite espião e as chances de sua terceira tentativa dar certa são altas.

Além disso, afirmou que a Coreia do Norte forneceu armas à Rússia para ajudar na guerra contra a Ucrânia, enviando mais de um milhão de projéteis de artilharia e outras armas por mar cerca de uma dúzia de vezes desde agosto.

Segundo Yoo Sang-bum, este é aproximadamente o fornecimento de munições que a Rússia gasta na sua guerra com a Ucrânia em dois meses.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx