Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Funeral de vítima de feminicídio na Itália será em 5 de dezembro

Giulia Cecchettin foi assassinada pelo ex-namorado a facadas

ROMA, 02 dezembro 2023, 17:31

Redação ANSA

ANSACheck

Giulia Cecchettin foi homenageada em mural em Milão - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O funeral da jovem italiana Giulia Cecchettin, vítima de feminicídio na Itália, será realizado na cidade de Pádua, na região do Vêneto, no próximo dia 5 de dezembro.

A informação consta nas epígrafes publicadas na manhã deste sábado (2) em Vigonovo, cidade natal da estudante de engenharia biomédica da Universidade de Pádua, de 22 anos, que foi assassinada por seu ex-namorado e colega de classe Filippo Turetta, 21 anos. O caso recolocou o feminicídio no topo da agenda nacional.

A última homenagem a Cecchettin será realizada a partir das 11h da manhã (horário local), da terça-feira (5), na Basílica de Santa Giustina, que tem vista para a praça Prato della valle e uma capacidade para receber milhares de pessoas.

A autorização do Ministério Público para entregar o corpo à família, após a autópsia que já dura 14 horas, é esperada para as próximas horas.

Ontem, Turetta prestou depoimento por cerca de 9h e admitiu ter matado Cecchettin em novembro passado. Segundo ele, a jovem sangrou até a morte devido aos mais de 20 ferimentos causados por facadas.

O jovem confessou que algo surgiu em sua cabeça depois que ele se recusou a aceitar o fim do relacionamento. "Perdi a cabeça, algo clicou em mim", teria repetido ele na prisão, onde permanece detido desde sua extradição da Alemanha.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx