Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Lula repudia 'catástrofe humanitária' na Faixa de Gaza

Presidente encontrou diplomatas árabes

(ANSA) - BRASÍLIA, 09 fevereiro 2024, 15:30

Redação ANSA

ANSACheck

Lula plantou muda de oliveira em encontro (Foto: Ricardo Stuckert/PR) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou a "catástrofe humanitária" na Faixa de Gaza e o "islamofobia e antissemitismo" durante um encontro com diplomatas árabes na Embaixada da Palestina.

"Chegou a hora de pôr fim à catástrofe humanitária que se abateu sobre os mais de 2 milhões de palestinos que vivem em Gaza", ressaltou o petista.

Ele acrescentou: "Já são mais de 30 mil mortos, em sua maioria crianças, idosos e mulheres indefesas".

Lula fez um discurso na noite desta quinta-feira (8) em Brasília, onde foi homenageado por diplomatas de países árabes e islâmicos.

Na próxima semana, Lula embarcará para uma viagem pelo Egito, onde será recebido por seu homólogo, Abdul Fatah Khalil Al-Sisi, e pela Etiópia, onde participará da cúpula da União Africana.

Lula afirmou: "Rejeitamos todas as manifestações de islamofobia e antissemitismo. Não podemos permitir que a intolerância religiosa se instale entre nós".

Por fim, o mandatário disse que "árabes, muçulmanos e judeus sempre viveram em harmonia no Brasil": "Essa convivência é fonte de inspiração para nossa atuação diplomática".
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx