Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Rússia nega rumores sobre planos de arma nuclear no espaço

Kremlin denunciou suposto 'estratagema' da Casa Branca

MOSCOU, 15 fevereiro 2024, 09:17

Redação ANSA

ANSACheck

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante fórum em Moscou © ANSA/EPA

(ANSA) - A Rússia desmentiu nesta quinta-feira (15) os rumores divulgados pela imprensa dos Estados Unidos de que o regime do presidente Vladimir Putin estaria planejando colocar armas nucleares no espaço.

Segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, trata-se de um "estratagema" do governo de Joe Biden para convencer o Congresso a aprovar novos repasses bilionários para a Ucrânia.

"É óbvio que a Casa Branca está tentando empurrar o Congresso a votar a favor da proposta de alocar esse dinheiro", declarou.

Na noite da última quarta-feira (14), o jornal The New York Times publicou que o governo dos EUA informou o Congresso e os aliados na Europa sobre uma potencial nova ameaça internacional relativa à Rússia.

Citando fontes da inteligência americana, o diário disse que Moscou estaria tentando desenvolver uma "arma nuclear antissatélite" para ser colocada no espaço, o que seria algo inédito.

A notícia chega enquanto Biden enfrenta dificuldades para assegurar a aprovação de um pacote de US$ 95 bilhões (R$ 473 bilhões) em ajudas para Ucrânia, Israel e Taiwan.

O texto já passou pelo Senado, de maioria democrata, mas deve ter resistência na Câmara dos Representantes, controlada pelos republicanos. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx