Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Depois de viagens, voltamos para casa mais fortes, diz Zelensky

Presidente ucraniano falou sobre tour europeu

ROMA, 15 maio 2023, 17:29

Redação ANSA

ANSACheck

>>>ANSA/ MELONI, SCOMMETTIAMO SULLA VITTORIA DELL 'UCRAINA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, agradeceu nesta segunda-feira (15) aos governos europeus pela acolhida dos últimos dias durante suas viagens internacionais.

"Itália, Alemanha, França, Reino Unido. Voltamos para casa com novos pacotes de defesa. Mais armas novas e potentes na primeira linha, mais proteção para nosso povo do terror russo, mais apoio político. Em todos os encontros discutimos nossa fórmula de paz e agora há mais disponibilidade por parte dos nossos parceiros em segui-la", afirmou.

O mandatário ainda ressaltou que os aliados "dão mais apoio para a nossa adesão à União Europeia e mais compreensão sobre o fato de que a adesão da Ucrânia à Otan [Organização do Tratado do Atlântico Norte] seja inevitável".

Durante o vídeo, o líder ucraniano disse ter tido "boas conversas" com os premiês que encontrou, a italiana Giorgia Meloni, o britânico Rishi Sunak e o alemão Olaf Scholz, além do presidente francês, Emmanuel Macron, e o papa Francisco.

Sobre a Itália, Zelensky agradeceu "pela ajuda em proteger o nosso povo e os nossos céus e em preparar a completa reconstrução da Ucrânia depois das hostilidades". A referência é sobre o fato de Roma estar fazendo diversas iniciativas para ajudar a reconstruir a infraestrutura do país, duramente afetada por ataques russos.

Já sobre o encontro com o líder da Igreja Católica, o chefe de Estado disse que ele foi "bastante encorajador". Há meses, o Vaticano vem tentando intermediar conversas de paz entre russos e ucranianos.

Desde o último sábado (13), Zelensky passou por Roma, Vaticano, Berlim, Paris e Londres.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx