Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Escola troca 'Jesus' por 'Cuco' em peça de Natal e gera revolta na Itália

Iniciativa fez pais proibirem filhos de participarem da atividade

ROVIGO, 21 dezembro 2023, 15:23

Redação ANSA

ANSACheck

Árvore de Natal é uma das tradições católicas - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Uma escola provocou polêmica no norte da Itália após fazer uma peça musical de Natal sem citações católicas e trocar a palavra "Jesus" por "Cuco", em referência ao pássaro conhecido pelo canto.

Segundo o jornal italiano "Gazzettino", a decisão foi tomada pelos professores da escola primária De Amicis de Agna, na província de Pádua, para não criar descontentamento nas famílias de crianças de outras religiões.

Os alunos receberam cartilhas musicais com letras revisadas e corrigidas. No texto, a mudança mais óbvia é a referente à frase “Jesus está para nascer” que foi substituída por “ lá de cima fica Cuco”.

Outra alteração foi no trecho “onde os anjos preparam o Natal de Jesus”, que foi substituído por “todos juntos preparam uma festa no céu azul”. Já a palavra “anjo” também foi modificada, enquanto a frase final “feliz brincando com Jesus” passou a ser “feliz brincando e festejando”.

A nova versão tinha como objetivo garantir a inclusão de famílias de diferentes nacionalidades e religiões. No entanto, foi considerada “um golpe de caneta” que apaga o significado do Natal e as raízes católicas.

A iniciativa despertou a ira da maioria dos pais dos estudantes católicos. "Não acreditei quando minha esposa me mostrou as folhas com as frases que inicialmente deveriam ter sido cantadas, cortadas. Não é possível que cheguemos a esses níveis", afirmou Francesco, pai de uma das crianças.

A insatisfação foi tão grande que ele entrou em contato com o padre local, dom Fabio Bettin, e o prefeito da cidade, Gianluca Piva, que lamentou "muito ouvir esta notícia".

Além de Francesco, outros pais ficaram revoltados com a decisão da escola e decidiram não mandar os filhos às aulas, proibindo alguns de participarem da peça.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx