Visita de atriz pornô americana ao Irã causa polêmica

Wright, que é pró-Palestina, recebeu visto de entrada do governo

Whitney Wright compartilhou fotos usando um hijab islâmico (foto: ANSA)
Whitney Wright compartilhou fotos usando um hijab islâmico (foto: ANSA)

(ANSA) - A atriz pornográfica norte-americana Whitney Wright, que é pró-Palestina, causou polêmica ao fazer uma visita ao Irã.

Apesar das rígidas regras do país persa, o governo iraniano concedeu um visto de entrada para a estrela pornô.

Wright, cujo nome verdadeiro é Brittni Rayne Whittington, compartilhou várias fotos suas usando um hijab islâmico. Uma delas mostra a artista visitando a antiga embaixada dos Estados Unidos.

Ativistas iranianos afirmaram que o país usou Wright para promover uma propaganda contra Israel. Segundo a lei islâmica em Teerã, as pessoas que estrelam vídeos pornográficos podem ser acusadas de "corrupção na terra", o que acarreta em pena de morte.

"Eles deram as boas-vindas à uma estrela pornô, enquanto reprimiam brutalmente as mulheres iranianas por simplesmente estarem com a cabeça descoberta", criticou um usuário.

A agência Tasnim informou que Wright estava em visita pessoal e as respectivas organizações não tinham conhecimento da natureza "obscena" do seu trabalho.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Nasser Kanani, revelou que não tinha informações sobre a visita da mulher. (ANSA).