Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália é país da UE que mais concede cidadania a estrangeiros

Dados de 2022 registraram 213,7 mil, 22% do total do bloco

BRUXELAS, 29 fevereiro 2024, 13:29

Redação ANSA

ANSACheck

Passaporte italiano em imagem de arquivo (Foto: Reprodução) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A Itália atingiu o primeiro lugar no ranking da União Europeia em termos de concessão de cidadania a estrangeiros que vivem no país.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (29) pelo Eurostat, instituto de pesquisas europeu, com dados relativos a 2022.

O relatório detalhou que foram registrados 213,7 mil novos italianos, número que representa 22% do total da União Europeia.

Ao todo, o bloco registrou 989 mil novos cidadãos, uma alta de 20% ante o ano anterior.

Em segundo lugar ficou a Espanha (181,8 mil, 18% do total da UE); e em terceiro a Alemanha (166,6 mil, 17% do total).

A Itália também foi o país com o maior incremento de novos cidadãos: mais 92 mil em relação a 2021.

A alta na Espanha foi de 37,6 mil; e a da Alemanha foi de 36,6 mil.

Ainda de acordo com os dados, 87% dos novos cidadãos da UE são provenientes de países extracomunitários, como Marrocos, Síria e Albânia.

 
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx