Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Em novo livro, papa Francisco critica ex-auxiliar de Bento XVI

'O Sucessor' traz memórias de Francisco com Ratzinger

VATICANO, 02 abril 2024, 16:31

Redação ANSA

ANSACheck

Arcebispo Ganswein © ANSA/EPA

(ANSA) - Em um livro que deverá ser publicado nesta quarta-feira (3), o papa Francisco responde às críticas sobre a gestão dos funerais do papa emérito Bento XVI e afirmou que quem lidou com as questões foi o secretário de Joseph Ratzinger, monsenhor Georg Ganswein, com quem tem uma relação conturbada.

Na obra com título original em espanhol "El Sucesor - Mis recuerdos de Benedicto XVI" ("O Sucessor - Minhas memórias de Bento XVI"), Francisco também diz, sem citar Ganswein: “Me causaram grande dor”.

“Que no dia do funeral tenha sido publicado um livro que me virou de cabeça para baixo, contando coisas que não são verdadeiras, é muito triste. Naturalmente, não me afeta, no sentido de que não me condiciona. Mas me doeu que Bento tenha sido usado. O livro foi publicado no dia do funeral, e eu o vivi como uma falta de nobreza e humanidade", afirmou.

O ex-auxiliar lançou a obra "Nient'altro che la verità - La mia vita al fianco di Benedetto XVI" ("Nada além da verdade - Minha vida ao lado de Bento XVI”, em português) em janeiro de 2023, com revelações sobre a relação entre os dois papas e acusações contra o atual pontífice.

Nomeado papa em 2005 para suceder o popular João Paulo II, Bento XVI governou a Igreja Católica até o início de 2013, quando se tornou o primeiro pontífice a renunciar em cerca de 600 anos.

 
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx