Papa pede para sindicato defender dignidade dos trabalhadores

Religioso se reuniu com membros da Usigrai no Vaticano

A Usigrai informou que o religioso recebeu as últimas edições do relatório
A Usigrai informou que o religioso recebeu as últimas edições do relatório "Iluminando os subúrbios" (foto: ANSA)

(ANSA) - O papa Francisco se encontrou nesta quarta-feira (3) com uma delegação da Usigrai, o sindicato dos jornalistas da emissora pública italiana RAI, que completou 40 anos.

Na reunião, o líder da Igreja Católica pediu para que a associação "defenda os empregos, os trabalhadores e o direito ao trabalho".

Em um comunicado, a Usigrai informou que o religioso recebeu as últimas edições do relatório "Iluminando os subúrbios", que aborda as informações e o espaço que a mídia italiana dedicada a países estrangeiros, especialmente da África e da América Latina.

"Estamos gratos ao Papa por esta ocasião extraordinária. A sua palavra e a sua ação universal em favor dos mais pobres são um grande estímulo para todos nós e o encontro foi uma peça preciosa dos 40 anos de história de Usigrai", comentou o secretário da entidade, Daniele Macheda. (ANSA).