/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália irá inaugurar trem direto entre Roma e Pompeia em 16/7

Veículo exibirá vídeo com história do Parque Arqueológico

ROMA, 11 junho 2023, 14:32

Redação ANSA

ANSACheck

Parque arqueológico de Pompeia no sul da Itália - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O ministro da Cultura da Itália, Gennaro Sangiuliano, anunciou neste domingo (11) que um trem direto entre Roma e Pompeia será inaugurado no próximo dia 16 de julho.

"Em 16 de julho, parte o trem Roma-Pompeia, construído com as Ferrovie dello Stato, que levará os visitantes diretamente à estação, mas também às escavações de Pompeia", disse ele em entrevista ao jornalista Bruno Vespa.

Segundo o ministro italiano, "no interior do veículo também poderá ser visto um vídeo que apresenta a história de Pompeia e as grandes escavações que começaram com os Bourbons".

Além disso, os passageiros poderão comprar a bordo um bilhete para acessar todas as escavações que ocorrem na antiga cidade romana devastada por uma erupção do vulcão Vesúvio em 79 d.C.

"Não podemos vender os nossos museus, mas certamente temos de os tornar eficientes, aumentar a sua qualidade e já o estamos a fazer", concluiu ele, citando também o elevador inaugurado no Coliseu.

Por fim, Sangiuliano explicou que "todas as metas europeias foram alcançadas e, segundo a União Europeia, a Itália é o país à frente na capacidade de gasto do Plano Nacional de Retomada e Resiliência (PNRR) da cultura".
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use